top of page
On Backstage 2024

A SUA  EXPERIÊNCIA NOS MAIORES SHOWS E FESTIVAIS DE MÚSICA DO PAÍS COMEÇA AQUI

  • Matheus Lima e Pedro Henrique

The Town: Bruno Mars mostra toda sua potência em show catártico, com sequência de smash hits

Com direito a dancinhas, frases em português e cover de um clássico brasileiro, o cantor fez a primeira das duas apresentações esgotadas


Post Malone com a camiseta da seleção brasileira durante show no Palco Skyline — Foto: Brazil News

Com um espetáculo apoteótico e repleto de smash hits, Bruno Mars criou uma atmosfera catártica na Cidade da Música como headliner da segunda e última noite do primeiro final de semana de The Town.


Após seis anos sem cantar em terras brasileiras e com um projeto paralelo de muito sucesso, o supergrupo Silk Sonic — parceria com o Anderson .Paak, o havaiano mostrou que seu nome continua sendo um dos mais fortes do cenário, promovendo um refinado baile de R&B, funk e soul.


Em uma noite sem chuva (amém para isso), Mars mergulhou por toda a sua discografia num show de pouco mais de 1h30 de duração. Desde os grandes e populares hits como “Talking To The Moon”, “That’s What I Like” e "Treasure”, até uma faixa do álbum "An Evening With Silk Sonic" (2021), a classuda "Leave The Door Open", e a icônica “It Will Rain”, o gingado do baixinho mais querido do mundo encantou o Autódromo, que parecia mais cheio do que nunca, evidenciando que apenas um dia para Bruno não seria suficiente.


"Hello, é o Bruninho!"


Em uma das muitas interações com público brasileiro, Mars brincou ao atender um telefonema no palco onde disse estar no Brasil. "Hello, é o Bruninho. I am in São Paulo. Eu quero você, gatinha", disse antes de performar “Finesse”. No set acústico, o artista fez questão de relembrar clássicos que marcaram sua trajetória, tais como “Grenade”, “Nothin’ On You” e “When I Was Your Man”. Outro destaque do show ficou por conta do tecladista Phredley Brown tocando "Evidências", famosa na voz de Chitãozinho e Xororó, acompanhado de um coro altíssimo e entusiasmado.


Com dancinhas sincronizadas com a banda, e que banda (precisamos destacar!) muita simpatia e vocais poderosos, Bruno honrou o título de artista mais procurado do festival. Como Roberta Medina disse, um dia não seria suficiente para a demanda do cantor por aqui. E o público respondeu à altura, cantando todas as faixas em plenos pulmões. O destaque ficou por conta de “Locked Out Of Heaven” e “Uptown Funk”, que pareceram ficar por último para instigar ainda mais o segundo dia do artista (11 de setembro) no festival.


O encerramento do primeiro final de semana do festival cumpriu seu papel de ser inesquecível, afinal, estamos falando de um momento histórico, o nascimento de um grande evento, e temos certeza que boa parte ou maioria dos 100 mil presentes pensam o mesmo.


Commentaires


bottom of page