top of page
On Backstage 2024

A SUA  EXPERIÊNCIA NOS MAIORES SHOWS E FESTIVAIS DE MÚSICA DO PAÍS COMEÇA AQUI

  • Foto do escritorMatheus Lima

Rock in Rio: Post Malone faz show brutal, com fã no palco e público ensandecido

Apesar da forte chuva na Cidade do Rock, público vibrava e cantava com todo o fôlego


Post Malone no 2º dia do Rock in Rio 2022 — Foto: Bruna Prado/AP


Finalizando o segundo dia de Rock in Rio like a rockstar, Post Malone entregou a maior e mais eufórica performance da nona edição até o momento, fazendo jus ao posto de headliner. O norte-americano esbanjou simpatia desde o primeiro minuto em terras brasileiras e no palco não foi diferente.


Logo nos graves iniciais de “Wow”, a multidão, que se espremia no gramado para conseguir um bom lugar, já se entregava por completo à um dos maiores fenômenos do rap global — que iniciou o espetáculo com uma bebida e um cigarro em uma de suas mãos. Nem mesmo a chuva foi capaz de esfriar o show, que esquentava cada vez mais na medida em que o setlist tomava forma. E foi redondo, com uma hora e meia de duração e um bocado de sucessos que ecoaram nas pardas mundo afora.


Anestesiado com toda a fúria do público brasileiro, Malone se entregou ao momento de cabeça. Em “Stay”, como manda a tradição, um fã foi chamado no palco para tocar violão e dar ritmo à composição. Theo Kant, de Niterói, no Rio, estava com um cartaz pedindo para ser o apoio do cantor e fez parte do momento.


“Better Now, “Circles” e “Psycho” foram algumas das responsáveis por deixarem a Cidade do Rock em uma atmosfera apoteótica. Em “Take What You Want”, Malone extravasou seu lado rock ‘n’ e despejada seu violão. Os pedaços foram entregue aos fãs que conquistaram a tão cobiçada grade.


Na energia acústica de “White Inversion”, a noite se aproximava do fim com uma sequência ensandecida: “sunflower”, “rockstar” e “Congratulations”, cantada a plenos pulmões sob uma chuva forte e um céu que brilhava em um espetáculo pirotécnico de arrepiar.

Comments


bottom of page