• Matheus Lima

Rock in Rio: Imagine Dragons faz show brutal, repleto de discursos poderosos


Discursos poderosos foram destaques da apresentação arrebatadora

Matheus Lima

07 Outubro 2019 | 10:00

Imagine Dragons no Rock in Rio. (Imagem: I Hate Flash)

Foi há cinco anos, no calor dos fenômenos “It’s Time” e “Radioactive”, que o Imagine Dragons chegava ao país pela primeira vez para uma apresentação no Lollapalooza. O aclamado “Night Visions”, primeiro disco da carreira, fez com que o público se abarrotaste em frente ao palco onde os rapazes tocariam. Saldo final: um concerto memorável, eleito pelo público o melhor do festival na época.

De lá para cá, muita coisa mudou. Agora com mais força, a banda de Las Vegas passou a “encabeçar” alguns dos principais festivais de música mundo afora e a expandir cada vez mais o seu território.

Escalado como um dos headliners da noite de encarramento do maior Rock in Rio de todos os tempos, o grupo americano fez uma apresentação brutal e repleta de mensagens poderosas.

Imagine Dragons no Rock in Rio. (Imagem: I Hate Flash)

A eufórica “Believer”, sucesso global do disco “Evolve”, foi a responsável pela largada da apresentação — que seguiria por quase duas horas. Uma multidão histérica de cem mil pessoas vibrava e cantava com todo o fôlego uma das músicas mais consagradas da carreira dos rapazes. Na sequência, do álbum “Night Visions”, "It's time".

“Sempre que tinha jogo do Brasil passando na TV, a gente torcia pra vocês na minha infância. Meu pai sempre teve guaraná na geladeira. Eu sou um típico americano que queria ter nascido no Brasil. Era o destino eu estar aqui diante de todos vocês no Rock in Rio”, compartilhou Reynolds em uma das diversas conversas com o público.

Antes de "Demons", um forte discurso sobre depressão, carregado de sentimentos.

"Eu fui diagnosticado com depressão e ansiedade, sentado em uma cadeira de psiquiatra. Isso não me fez mais fraco, não me fez estar quebrado. Muitos vivem desse mesmo jeito e a vocês digo: Sua vida sempre vale ser vivida."

Além de ser um frontman de altíssimo nível, Dan Reynolds é um dos grandes aliados da causa LGBTQ+. Ao levantar e cantar com a bandeira do símbolo e orgulho transgênero, o cantor mandou a mensagem: "Vocês são livres para serem vocês".

Imagine Dragons no Rock in Rio. (Imagem: I Hate Flash)

É admirável a forma como o Imagine Dragons conduz a apresentação e a plateia — que pulsava a cada riff e interações. Na manga, mais sucessos como "Thunder", "Whatever It Takes" e "Natural". Imagine Dragons é uma das maiores bandas de rock dos últimos anos, apesar da estrada não tão longa. Eles fazem história. Em cima e fora dos palcos.

Do disco "Origins", o atual trabalho do grupo, vieram "Bad Liar" e "Birds". A primeira começou com piano e voz, terminando com uma pegada mais rock. Já "Birds" foi dedicada a pessoas próximas que morreram. "Perdi um amigo, que se matou. Perdi minha cunhada, que teve câncer. Essa música é para eles. Não sou religioso, mas algum dia e de alguma forma vamos nos encontrar de novo."

Com uma plateia fervendo e cantando todo o setlist em plenos pulmões, a noite chegava ao fim com o sucesso estrondoso "Radioactive". Um show digno de rockstar. De Las Vegas, para fazer história no maior festival de música do mundo: Imagine Dragons.

Heineken e On Backstage no Rock in Rio

A covite da Heineken, o On Backstage está vivendo todas as experiências do maior Rock in Rio de todos os tempos.

#RockinRio #ImagineDragons