• Matheus Lima

Rock in Rio: Ego Kill Talent domina o Palco Sunset em 1° dia de rock


Com Ego Kill Talent, começou o rock 'n' roll no maior Rock in Rio de todos os tempos

Matheus Lima

28 Setembro 2019 | 17h20

Ego Kill Talent no Rock in Rio. (Imagem: I Hate Flash)

O primeiro dia rock 'n' roll começou explosivo na Cidade do Rock. E, os responsáveis pelo pontapé inicial nas primeiras rodas de "bate-cabeça", tradição nos shows de heavy metal, foram os brasileiros do Ego Kill Talent, que misturam hard rock com stoner e grunge.

Eles, que já abriram para Foo Fighters, System of a Down e estão confirmados na turnê do Metallica por aqui no próximo ano, finalizaram a pouco o novo disco da carreira, gravado no 606, estúdio do Foo Fighters - principal atração neste sábado de Rock in Rio - nos arredores de Los Angeles. De quebra, o público pode conferir uma inédita, nos momentos finais da apresentação.

Ego Kill Talent domina bem o público que tem e conquista fácil os que estão em busca de um som de qualidade. Os que passavam pelo Palco Sunset, mesmo que com chuva, sentiam a energia do som dos rapazes e por lá ficavam.

Faixas como Sublimated", "We All" e "Try" fizeram parte do setlist, enxuto, com apenas dez faixas. Isso porque, no próximo ano a banda vai se jogar na estrada em uma nova fase.

O vocalista Jonathan Corrêa foi com tudo para a plateia, dando início ao primeiro Mosh Pit da edição.

Bob Burnquist, um dos maiores skatistas da história, fez uma aparição surpresa no palco.

"Still Here", "Last Ride" e "There Will Be Blood” encerravam a apresentação do Ego Kill Talent com uma certeza: o Rock começou com tudo no maior Rock in Rio de todos os tempos.

Heineken e On Backstage no Rock in Rio

A covite da Heineken, o On Backstage está vivendo todas as experiências do maior Rock in Rio de todos os tempos.

#RockinRio #EgoKillTalent