• Luiz Faria

On Stage Thirty Seconds to Mars: Tudo o que rola na "The Monolith Tour"


(Foto: Jared Leto, The Monolith Tour / Ashley Lester)

Desde que a banda norte-americana liderada por Jared Leto, Thirty Seconds to Mars, anunciou o seu retorno à America Latina, quase cinco anos sem trazer nenhuma turnê para cá, os Echelons (nome oficial dos fãs do Thirty Seconds To Mars) estão contando os dias para que possam finalmente curtir o novo espetáculo dos rapazes, a "The Monolith Tour".

Será a quarta vinda deles ao país, onde já se apresentaram com os álbuns "A Beautiful Lie" (2005), "This is War" (2009), e "Love, Lust, Faith and Dreams" (2013). O regresso dos Mars acontece há exatamente um ano após a vinda deles ao Rock in Rio, em setembro do ano passado. Na ocasião, as informações sobre nova era eram pouquíssima, e apenas "Walk on Water" havia sido divulgada e apresentada no Palco Mundo do festival. Foi também, a última com Tomo Miličević como guitarrista da banda.

A "The Monolith Tour" acontece em suporte ao mais recente trabalho da banda, "AMERICA" (2018), lançado após o jejum de cinco anos sem nenhuma inédita. A primeira etapa da turnê aconteceu na América do Norte, e a segunda começou agora pela Europa. Até então, não houveram mudanças drásticas.

Assim como as apresentações anteriores, não fica para trás em questão de estrutura. O palco conta com um grande telão principal - que transmite diversos efeitos visuais incríveis - e um chão de LED, e o mais bacana é que ele flutua! Lembra muito a estrutura que Kanye West usava em sua última turnê. Embora este pedaço do palco saia do chão, ele não passa por cima do público, mas o efeito é de tirar o fôlego.

Mas vamos ser honestos. O foco principal fica com a banda mesmo. Jared se mostra showman habilidoso, com uma postura de rockstar líder de um culto, fazendo a plateia bater palmas, erguer os punhos fechados, como em "This Is War", e ainda dá tempo de preparar todo mundo para um mega pulo em "Closer To The Edge". Seu irmão Shannon Leto, assume as baterias e vocais de apoio, segurando muitas vezes o espetáculo com batidas eletrizantes em tambores pesados, como em "Rider" e "City of Angels". Infelizmente continuamos a sentir falta de Tomo Miličević e seu talento incomparável nas guitarras.

(Foto: Shannon Leto, The Monolith Tour / Big Shots Concerts)

O setlist da tour já passou por diversas modificações desde o início, com muitas músicas dos álbuns mais antigos entrando e saindo, mas as do "AMERICA" sempre estando presentes em grandes quantidades. Mas não se preocupe, os hits como "The Kill", "Hurricane" e "Do or Die" estão mais do que confirmados, na verdade, são os pontos altos do show.

No começo do ano, em Paris, quando a banda ainda estava finalizando o álbum, eles tinham "Stay", de Rihanna, como cover principal, e podemos garantir que era magnífica. Quem sabe o Jared muda de ideia e volta com a faixa antes da chegada no Brasil, já que a força dos fãs brasileiros em pedir músicas é incomparável ao resto do mundo? Aproveita e já encaixa "Bad Romance", Lady Gaga.

A animada "Dangerous Night", ganha uma nova roupagem na Monolith. A introdução é totalmente acústica, preparando o público para o momento mais explosivo da música. Adrenalina a mil.

Durante a performance da clássica "Do or Die", Jared convida ao palco algumas pessoas, fazendo uma pequena brincadeira ao dividir o público da esquerda e direita, para ver qual lado solta mais o gogó na entoação "oh-oh-oh". Foi assim durante a apresentação no festival Rock am Ring, que aconteceu na Alemanha há dois meses. A gente sempre torce para acontecer por aqui, de fato, o momento se torna ainda mais especial. É incrível quando o artista nos faz sentir parte do espetáculo. É também no decorrer da faixa, que Leto ergue a bandeira do país, proporcionando um registro para levarmos até o último momento.

O grito de "Faith, Faith, Faith" em "This is War" é de fazer arrepiar cada fio de cabelo. O público cantando junto e com os punhos ao ar com um sentimento de determinação é de admirar. É evidente em todas as composições do Thirty Seconds to Mars esse espirito livre, intenso e selvagem. Ao executar essas faixas ao vivo, com um público quente para vê-los, tudo se torna ainda mais puro. Para completar, balões prateados são lançados em meio à multidão.

O setlist reúne bons momentos da carreira dos estadunidenses, rolando cerca de 15 performances. Como já citamos, "AMERICA" domina mais da metade da apresentação com "Rescue Me", "Live Like a Dream", "Remedy" e por aí vai. Na sequência, o terceiro álbum de estúdio lançado em 2009, "This is War", carrega as faixas responsáveis por alguns dos melhores momentos: "Closer to the Edge", "Kings and Queens" e "This is War". Resumindo: é grito, choro, pulos e mais gritos.

Confira abaixo a lista de algumas faixas executadas na turnê:

Monolith Up in the Air Kings and Queens Search and Destroy This is War Dangerous Night Do or Die Pyres of Varanasi The Kill Stay (Cover Rihanna) Hurricane Great Wide Open City of Angels Rescue Me Night of the Hunter Rider Walk on Water Closer to the Edge

Mesmo com a "The Monolith Tour" em seu auge, a banda não deixa a agitação cair e entregam um show digno de grandes arenas de rock. Agora, apenas com os irmãos Leto no palco, podemos ver a conexão através da música e como eles transmitem isso aos fãs, que dão um show à parte quando sobem ao palco para o grand finale. Isso sem falar nas explosões, jogos de luzes, confetes, balões e fumaça, que criam um clima ainda mais poderoso para os concertos a banda.

O retorno dos Mars ao Brasil, será uma chance dos caras se redimirem depois daquela apresentação decepcionante na sétima edição do Rock in Rio. Foi uma versão do show de 2013, só que de uma forma ruim.

Confira os valores e mais informações sobre a vinda dos Mars ao Brasil:

Thirty Seconds to Mars @ São Paulo - Espaço das Américas - 26 de setembro

Valores: Pista Premium: R$480,00 (inteira) / Pista: R$240,00 (inteira) / Mezanino: R$480,00 (inteira).

Classificação Etária: 14 anos. Menores de 14 anos entram somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais.

Vendas em livepass.com.br/thirty-seconds-to-mars.

Thirty Seconds to Mars @ Porto Alegre - Pepsi On Stage - 29 de setembro

Valores: Pista Premium: R$260,00 (inteira) / Pista Lote 1: R$150,00 (inteira) / Mezanino: R$240,00 (inteira)

Classificação Etária: 14 anos. Menores de 14 anos entram somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais.

Vendas em livepass.com.br/thirty-seconds-to-mars.

Thirty Seconds to Mars @ Curitiba - Teatro Positivo - 30 de setembro

Valores: Setor Vip Amarelo: R$980,00 (inteira) / Setor Branco: R$780,00 / Setor Rosa: R$680,00 / Setor Verde: R$580,00 / Setor Laranja: R$480,00 / Setor Azul: R$380,00.

Classificação Etária: 14 anos. Menores de 14 anos entram somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais.

Vendas em https://www.diskingressos.com.br.