• Matheus Lima

Luiz Guilherme Niemeyer, uma das mentes por trás do festival MITA, em entrevista ao On Backstage

Na contagem regressiva para o grande dia, Luiz Guilherme relatou ao On Backstage a expectativa para o festival e todo o conceito que envolve o projeto


Luiz Guilherme Niemeyer, um dos responsáveis por colocar de pé o MITA Festival, durante o Coachella — Foto: Instagram


O MITA chega trazendo um frescor aos fascinados por festivais que entregam experiências que vão além dos riffs que explodem nos palcos. Com um line-up que mescla atrações de todos os cantos do planeta, incluindo o trip rock britânico do Gorillaz, o puro suco do indie rock dos The Kooks e Two Door Cinema Club, Jão, fenômeno do pop nacional que está esgotado ingressos por todos os lados do país e os australianos Rüfüs du Sol, o festival acontece ao longo de dois finais de semana em São Paulo (14 e 15 de maio na Spark Arena) e no Rio de Janeiro (21 e 22 de maio no Jockey Club).


A poucos dias da abertura dos portões, o MITA já está acontecendo antes mesmo do pontapé inicial. Mas de um outro ângulo e pelo olhar de Luiz Guilherme Niemeyer, uma das mentes por trás do universo do festival e da empresa Bonus Track. "As montagens nas duas cidades já estão adiantadas – e isso traz aquela

sensação de que já está rolando", comentou Luiz Guilherme ao On Backstage.


Se há alguns anos Luiz vibrava nos grandes eventos como parte do público, hoje ele está no calor dos bastidores do show business e pronto para colocar de pé um festival que vai acontecer anualmente. "Hoje eu estou numa posição diferente. Muita responsabilidade, mas uma sensação incrível de entrega, de conclusão de um projeto que vem sendo lapidado há alguns anos", relata Niemeyer.


Em uma entrevista exclusiva ao On Backstage, Luiz Guilherme Niemeyer contou como foi colocar o projeto de pé, explicou o conceito por trás do festival e o que o público vai encontrar ao longo dos finais de semana de puro MITA.


On Backstage: O MITA já vai começar gigante, em dose dupla, com Rio e São Paulo na Rota e um line up de respeito. Como foi o processo de

criação do festival e todo o conceito por trás dele?


Luiz Guilherme Niemeyer: A ideia central do MITA sempre foi mostrar como a música pode ser muito mais do que entretenimento. Além de um forte elemento cultural, capaz de representar em letra e melodia os costumes e comportamentos, além das vozes políticas e de protesto, a música é uma linguagem universal de união. Quando falamos que Music is the Answer, reforçamos o conceito que ela pode ser nossa plataforma para as mudanças que queremos para a sociedade e para o planeta.


Todo o processo de criação buscou unir a diversão e também um estímulo à ação no foco da responsabilidade social e ambiental. O próprio line up que estará nos palcos já reflete esse amanhã que queremos; diverso, inclusivo, unindo diferentes grupos e gerações.


On Backstage: O MITA chega em um momento em que o público está com energia acumulada depois de um jejum de festivais. Como você imagina tudo tomando forma a poucos dias do pontapé inicial?


Luiz Guilherme Niemeyer: As montagens nas duas cidades já estão adiantadas – e isso traz aquela sensação de que já está rolando. Toda vez que encontro alguém e falamos do festival, o tema de destaque é sempre como conseguimos unir todos esses artistas em um único evento – além de nomes bem consagrados, temos artistas incríveis bem jovens.


Eu cresci acompanhando os grandes eventos e festivais, e hoje eu estou numa posição diferente. Muita responsabilidade, mas uma sensação incrível de entrega, de conclusão de um projeto que vem sendo lapidado há alguns anos.


On Backstage: E o que o público pode esperar do festival?


Luiz Guilherme Niemeyer: Em primeiro lugar muita música! Como temos um line up muito diverso, acredito que será ainda uma oportunidade de muito descobrirem novos artistas. Será um evento diurno no período com a melhor temperatura do ano. Os espaços do festival são enormes, áreas totalmente abertas onde será possível ver os shows, dançar, encontrar os amigos.


On Backstage: Quais são as experiências que a galera vai encontrar no festival, o que vocês estão preparando?


Luiz Guilherme Niemeyer: Um de nossos compromissos com o MITA é reforçar a importância de ações responsáveis com a sociedade e com o meio ambiente. Teremos a presença das ONGs parceiras no evento mostrando os trabalhos que realizam e seus impactos, seu poder transformador.


A cerveja Heineken® é parceira do festival com o desenvolvimento de uma

série de ativações com foco no meio ambiente. Faremos a compensação das

emissões de carbono da produção do evento e, em parceria com Heineken®, o

festival terá um modelo de copo biodegradável, derivado de recursos

renováveis como o amido de milho.


Os curadores da Deezer, também parceira do evento, vão selecionar dois

artistas em fase inicial de carreira, mas já presentes em sua plataforma, para

abrir dois dias do evento, um em cada cidade.


Prepare-se para viver o MITA no On Backstage


Aqui, no On Backstage, você fica por dentro das últimas informações sobre o festival. Artistas, atrações e tudo o que você precisa saber para viver a experiência do seu novo festival de música favorito, MITA.


Siga o nosso perfil no Instagram, @onbkstg, e receba as últimas atualizações do em tempo real.


#MITAFestival