Lollapalooza Brasil: Porque não perder The Neighbourhood
Mídia em segundo plano para fins jornalistico e editorial, sem qualquer outra finalidade.

Rock in Rio, aí vamos nós

Queen. Beyoncé. Coldplay. Guns N' Roses. Iron Maiden.
Agora, é a nossa vez de fazer história no maior festival de música e entretenimento do mundo.
 
Em setembro, viva experiência do maior e melhor
Rock in Rio de todos os tempos no On Backstage.

SCORPIONS

34 anos desde a última passagem, os veteranos do Scorpions chegam com força total. Rock You Like a Hurricane!

BON JOVI

O multi-platinado e membro do Rock & Roll Hall of Fame, Bon Jovi, chega ao país com a turnê This House Is Not For Sale.

SLAYER

Uma das principais bandas do thrash metal, Slayer, celebra 38 anos de carreira com turnê mundial de despedida.

IRON MAIDEN

Prepare-se para ver o Iron Maiden na maior produção de sua história em dois dos maiores estádios do país.
qua, 18 de set de 2019
qua, 25 de set de 2019
qua, 02 de out de 2019
dom, 06 de out de 2019
A cobertura especial do maior Rock in Rio de todos os tempos começa em 27 de set, às 14h BRT, nas redes sociais do On Backstage.

Lollapalooza Brasil: Porque não perder The Neighbourhood

01.02.2018

(Foto: Reprodução / Divulgação)

 

A Califórnia é um dos cinquenta estados dos Estados Unidos - e também um dos mais preciosos. Isso porque, grandes nomes do cenário da música, surgiram de lá. De Los Angeles, a banda formada por Anthony Kiedis e Flea, juntamente com o baterista Chad Smith e o guitarrista Josh Klinghoffer, explodiram no mundo inteiro como os Red Hot Chili Peppers. De Berkeley, um dos sons de punk rock mais respeitados das últimas décadas, desenvolvida por Billie Joe, Mike Dirnt e Tré Cool, a banda Green Day.

 

É da Califórnia, mais precisamente em Newbury Park, em um período não tão distante, 2011, que surgiu The Neighbourhood. A banda é composta pelo vocalista Jesse Rutherford, os guitarristas Jeremy Freedman e Zach Abels, o baixista Mikey Margott, e o baterista Brandon Fried. O indie rock com influências folk e hip-hop dos rapazes vêm conquistando cada vez mais espaço pelo vasto universo da indústria musical. O quinteto tem como marca registrada, videoclipes e fotografias apenas em preto e branco. Segundo os próprios integrantes, "se houvesse cores envolvidas nos vídeos e em tudo, as músicas não soariam ao mesmo, como se o preto fosse um sentido de humor". Esse tom, de fato, trás uma certa melancolia para as composições, e cria o próprio universo Neighbourhood.

 

Composições acentuadas, um vocal hipnotizante comandando delicadamente por Rutherford, batidas e riffs envolventes, promovem juntos, um orgasmo musical de qualidade indiscutível. Faixas que desdobram todo o universo intensivo e angustiante dos adolescentes, fazem com que o ouvinte sinta-se acolhido. É isso que sentimos quando escutamos um dos títulos mais incríveis, "Afraid". Em versos como "Continue sonhando, não pare de respirar / lute contra esses demônios / Venda sua alma, não você por inteiro", a banda deixa de forma bem explicita o que lhes foi dito. É tudo o que você precisará ouvir, em algum momento de sua vida. 

Ouvir The Neighbourhood é poder ter aquela sensação de se desligar do caos que o mundo está, imergindo instantaneamente em um universo totalmente paralelo, criado por eles, para todos. Sua mente entra em transe. Com o álbum de estreia, "I Love You" (2013), eles entregam ao mundo um disco primoroso. A faixa "Sweather Weather", que já havia sido lançada anteriormente em formato extended play intitulado "I'm Sorry..." (2012), fez com que a banda se consolidasse de vez na indústria da música. Um dos singles mais fabulosos e o mais importante da carreira, fez com que os rapazes saíssem em turnê com shows lotados nos Estados Unidos da América, Europa e Rússia.

 

Recentemente, eles lançaram mais um extended play para a coleção, "To Imagine" (2018). Com uma estética dos anos 80, é o quinto formato de trabalho dos rapazes. Jesse já disse em entrevistas ao portal Nação da Música, que curte o formato, pois gosta quando "as coisas possuem um propósito ou um tema" e que é "mais fácil criar cinco faixas que combinem entre si do que um disco inteiro, com 10 ou 13 músicas, por aí". 

 

"Neighbourhood é singular, possui estilo e personalidade própria. Escutá-los é um favor que vocês fazem a si mesmo", disse um fã via Twitter, quando questionado pelo fã clube brasileiro, o motivo pelo qual escutar a banda.

 

Para o Lollapalooza Brasil, podemos esperar as melhores composições da banda até aqui. Uma verdadeira atmosfera alucinante, passeando pelo pelo primeiro álbum "I Love You", com "Afraid" e "Sweater Weather". Da mixtape, "#000000 & #FFFFFF" (2014) "#icanteven" e é claro, "Daddy Issues" e "R.I.P 2 My Youth", do disco "Wiped Out!" (2015). Será um setlist preparado para fazer a galera se entregar da forma mais brilhante possível. 

 

Nós esperamos tanto por isso, e eles também. Sem dúvidas, será uma noite para entrar na memória de todos, e do festival. No dia 25 de março, pise no Autódromo de Interlagos com a mente leve, deixe os seus problemas para fora, e curta uma energia única que nos será proporcionada em altíssimo nível, pelo quinteto mais querido da sétima edição do festival.

 

Um agradecimento a The Neighbourhood Brasil, que nos ajudou na composição do conteúdo, e na abordagem aos fãs via Twitter. Vocês são incríveis, galera.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

sobre nós    |    mapa do site    |    entre em contato

© 2019 on backstage | alguns direitos reservados.