Kendrick Lamar: O maior rapper da atualidade vai incendiar o #LollaBR
Mídia em segundo plano para fins jornalistico e editorial, sem qualquer outra finalidade.

Rock in Rio, aí vamos nós

Queen. Beyoncé. Coldplay. Guns N' Roses. Iron Maiden.
Agora, é a nossa vez de fazer história no maior festival de música e entretenimento do mundo.
 
Em setembro, viva experiência do maior e melhor
Rock in Rio de todos os tempos no On Backstage.

SCORPIONS

34 anos desde a última passagem, os veteranos do Scorpions chegam com força total. Rock You Like a Hurricane!

BON JOVI

O multi-platinado e membro do Rock & Roll Hall of Fame, Bon Jovi, chega ao país com a turnê This House Is Not For Sale.

SLAYER

Uma das principais bandas do thrash metal, Slayer, celebra 38 anos de carreira com turnê mundial de despedida.

IRON MAIDEN

Prepare-se para ver o Iron Maiden na maior produção de sua história em dois dos maiores estádios do país.
qua, 18 de set de 2019
qua, 25 de set de 2019
qua, 02 de out de 2019
dom, 06 de out de 2019
A cobertura especial do maior Rock in Rio de todos os tempos começa em 27 de set, às 14h BRT, nas redes sociais do On Backstage.

Kendrick Lamar: O maior rapper da atualidade vai 'incendiar' o Lollapalooza Brasil

20.02.2019

O maior rapper da atualidade, no palco do Lollapalooza Brasil

 

Matheus Lima
20 Fevereiro 2019 | 11:00

Kendrick Lamar na 'DAMN'. Tour. (Imagem: Monica Rubalcava)

 

Do berço do Hip Hop, em Compton, Califórnia, para os holofotes da indústria da música. Kendrick Lamar chega ao palco do Lollapalooza Brasil sendo o maior rapper da atualidade. Aos 32 anos e com uma carreira de respeito, o MC ostenta a magnificência de ser uma das maiores e impactantes vozes de sua geração. 

Sua carreira começou bem antes do que você imagina. Sob o nome de K-Dot, aos dezesseis anos, o americano lançou sua primeira mixtape, "Youngest Head Nigga in Charge". Foi através dela que Lamar conquistou o seu primeiro contrato com uma gravadora, a Top Dawg Entertainment. Mais tarde, Kendrick integrou o grupo Black Hippy — formado pelos até então desconhecidos Ab-Soul, Jay Rock e Schoolboy Q —, já com o seu nome de batismo. Era o pontapé inicial de um caminho que o transformaria para sempre na indústria da música.

 

Assinado como Kendrick Lamar, um ano depois veio a mixtape "Overly Dedicated", trabalho responsável por abrir os caminhos do rapper com o seu primeiro álbum, o independente "Section.80", de 2011. Dele veio o hit "HiiiPoWer", um gosto do que poderíamos esperar de seus próximos passos.

 

O ano de 2012 transformou de vez Kendrick Lamar na cena. Aclamado pela crítica, foi lançado "Good Kid, M.A.A.D City", o seu segundo álbum de estúdio. Dele vieram nada mais e nada menos que sete indicações ao Grammy, fruto dos sucessos "Swimming Pools (Drank)" e "Bitch, Don't Kill My Vibe". Foi daí que veio o primeiro grande título de Lamar. A HipHop DX — renomada revista de críticas à cultura do hip-hop — nomeou o rapper como o MC do Ano

Kendrick Lamar na 'DAMN'. Tour. (Imagem: Monica Rubalcava)

 

O primeiro Grammy de sua carreira veio do álbum "To Pimp a Butterfly", um verdadeiro fenômeno. Mais uma vez, aclamado pela crítica. Os holofotes já estavam voltados com força total para o rapper. "To Pimp a Butterfly" foi considerado melhor álbum de 2015 por várias publicações e sites, incluindo a Rolling Stone, Billboard e Pitchfork. De quebra, alcançou o n°1 em diversos países. 

 

Solícito, foi lançado de surpresa o compilado "Untitled Unmastered" (2016), composto por demos criadas no desenvolvimento de "To Pimp a Butterfly". Tornou-se o segundo disco de Lamar a atingir o topo das paradas, incluindo EUA e Canadá. Ele já estava com a bola toda.

O ano de 2017 veio para coroar definitivamente toda a sua história. "DAMN." cravou o que já sabíamos há anos: Kendrick Lamar é o maior rapper da atualidade. A revista Rolling Stone o descreveu como uma combinação de "a velha escola e o próximo nível". "HUMBLE.", ao lado de "LOYALTY", "DNA." e "ELEMENT.", mostraram toda a fúria do MC. 

 

Para celebrar um era de ouro, mais um Grammy. Kendrick fez história ao ser o primeiro artista de música popular a ser escolhido (até então, só música clássica ou jazz haviam sido premiados). 


Uma carreira moldada por sua originalidade e forte influência de Tupac Shakur, — o maior rapper de todos os tempos, segundo críticos e membros da indústria fonográfica — Kendrick Lamar se tornou um fenômeno global. Ao lado de Tupac, Mos Def e Snoop Dogg também influenciaram o americano durante os seus primeiros passos. 

 

Lamar chega ao palco do Lollapalooza Brasil sendo um dos mais importantes nomes da história da  música. Sua apresentação vai entrar para a história do festival. Privilégio o nosso de poder assisti-lo por aqui.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

sobre nós    |    mapa do site    |    entre em contato

© 2019 on backstage | alguns direitos reservados.