Elza Soares lança remixes do meteórico sucesso “A Mulher do Fim do Mun

Elza Soares lança remixes do meteórico sucesso "A Mulher do Fim do Mundo"

05.07.2017

O álbum lançado em 2015 por Elza Soares, “A Mulher do Fim do Mundo”, ganhou na última semana uma mixagem em todas as suas faixas. O álbum revelou o quanto Elza Soares está conectada com as necessidades dessa geração, em seus mais de 80 anos de vida. O sucesso é meteórico, reacendeu o lugar de destaque de uma das cantoras mais importantes da nossa música. Atual e contextualizada, a obra veio para contribuir com a causa feminista bem como disseminar ideologias que sejam frutos de mais respeito entre os humanos.

 

As faixas remixadas colaboram para que o álbum ganhe ainda mais sentido. Agora outros ritmos são associados às canções, expandido a capacidade do disco de marcar presença em outras ocasiões. Disco, funk, samba são vertentes musicais de expressão que marcam essa nova fase do CD. Os remixes foram realizados por nomes como o francês iZem, DJ Marfox, DJ Omulu entre outros. Faixa a faixa encontramos uma Elza pronta para te jogar na pista de dança.

 

A força pessoal dessa grande deusa da música brasileira é um diferencial que todos admiramos. Seus primeiros anos de vida foram na Vila Vintém, filha de operário e lavadeira, negra, condições que, infelizmente, fizeram-na reunir mais forças que o comum para seguir seus sonhos. A sua voz rouca, marcante e única colocaram Elza no seu devido lugar de destaque. Elza Soares teve inúmeras músicas no topo das listas de sucesso no Brasil ao longo de sua carreira; alguns dos maiores sucessos incluem: “Se Acaso Você Chegasse” (1960), “Boato” (1961), “Cadeira Vazia” (1961), “Só Danço Samba” (1963), “Mulata Assanhada” (1965) e “Aquarela Brasileira” (1974).

 

O álbum “Do Cóccix Até o Pescoço” é outro fruto da sua inspiradora força. Faz referência a queda durante um show que colocou 16 pinos em sua coluna. No dia em que completa 15 anos (hoje) foram disponibilizados o clipe de “A Carne” e “A Cigarra” no Youtube.

 

Tantas histórias de superação e músicas incríveis deixam Elza plenamente confortável como uma divindade da MPB. Mas esse conforto não há impede de gravar, realizar turnês fora do país, clipes com mais de um milhão de visualizações no Youtube.

“A Mulher do Fim do Mundo” tem gabarito pra estar em lugar de destaque em todo o mundo. É uma chacolhada em quem ainda insiste em dormir. Machismo, violência, transexualidade, caos urbano e a resistência contra tudo isso são os combustíveis da obra. Os remixes já estão disponíveis nas principais plataformas digitais.

 

Nota: A autora não faz mais parte do site desde abril de 2018. Os seus conteúdos estão disponíveis por autorização da mesma.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

LIVE THIS

EXPERIENCE

Visando intensificar a sua experiência, estamos preparando um novo On Backstage. Enquanto a gente não volta, fique de olho em nossas redes sociais.

sobre nós    |    mapa do site    |    entre em contato

© 2020 on backstage alguns direitos reservados.