Com hard rock romântico e clássicos, o Rock in Rio foi de Bon Jovi
Mídia em segundo plano para fins jornalistico e editorial, sem qualquer outra finalidade.

Rock in Rio, aí vamos nós

Queen. Beyoncé. Coldplay. Guns N' Roses. Iron Maiden.
Agora, é a nossa vez de fazer história no maior festival de música e entretenimento do mundo.
 
Em setembro, viva experiência do maior e melhor
Rock in Rio de todos os tempos no On Backstage.

SCORPIONS

34 anos desde a última passagem, os veteranos do Scorpions chegam com força total. Rock You Like a Hurricane!

BON JOVI

O multi-platinado e membro do Rock & Roll Hall of Fame, Bon Jovi, chega ao país com a turnê This House Is Not For Sale.

SLAYER

Uma das principais bandas do thrash metal, Slayer, celebra 38 anos de carreira com turnê mundial de despedida.

IRON MAIDEN

Prepare-se para ver o Iron Maiden na maior produção de sua história em dois dos maiores estádios do país.
qua, 18 de set de 2019
qua, 25 de set de 2019
qua, 02 de out de 2019
dom, 06 de out de 2019
A cobertura especial do maior Rock in Rio de todos os tempos começa em 27 de set, às 14h BRT, nas redes sociais do On Backstage.

Com hard rock romântico e clássicos, o Rock in Rio foi de Bon Jovi

30.09.2019

Clássicos dos anos 80 e 90 fizeram parte do setlist, que contou com "Always"

 

Matheus Lima

30 Setembro 2019 | 5h15

Bon Jovi no Palco Mundo. (Imagem: I Hate Flash)

 

A Cidade do Rock foi tomada pelo hard rock romântico de Bon Jovi na noite deste domingo (29), terceiro dia de Rock in Rio. Liderada pelo carismático Jon Bon Jovi, a banda subiu ao Palco Mundo do festival pela segunda vez consecutiva trazendo poucas novidades, mas rendendo boas memórias. 

 

A voz de Jon já não é mais a mesma, mas nada que esfriasse a apresentação. A banda e o público estavam conectados em perfeita sincronia. O setlist circulou por todas as décadas de carreira dos americanos, principalmente dos anos 80, com "You Give Love a Bad" e "Bad Medice". Dos 90, "Have a Nice Day". "This House is Not For Sale", do décimo terceiro e atual trabalho, foi a responsável pelo pontapé inicial, que ainda contou com "Born to Be My Baby", "Lost Highway" e "You Give Love a Bad Name". 

 

Em "Bed of Roses", do disco "Keep the Faith", uma fã subiu ao palco para dançar com Jon, repetindo o feito da edição anterior. Logo depois, uma outra pessoa foi convidada. Dessa vez, rolou uma troca de carinhos com o vocalista e até um selinho. 

Bon Jovi no Palco Mundo. (Imagem: I Hate Flash)

 

No calor do momento, foi a vez do smash hit "It's My Life" fazer jus  ao título do Bon Jovi de ser uma das maiores e mais aclamadas bandas de rock em toda a história. 


Em “Lay Your Hands On Me”, Jon Bon Jovi foi sentir de perto o calor do público. “Wanted Dead Or Alive” e “Bad Medicine” foram performadas e o público começou a se dispersar pelo gramado após um intervalo considerável.

 

A espera valeu a pena. "Always", que não aparecia no setslit previamente divulgado e era uma das mais pedidas da plateia, foi cantada ao vivo. Ainda que, a performance não tenha sido uma das melhores, valeu pelo momento do público que celebrava cada segundo por lá.

 

Encerrando os trabalhos no Palco Mundo, "Livin' On A Prayer", uma das músicas mais nostálgicas e marcantes de uma geração, levou o público ao êxtase total. Todos cantavam em uníssono.

 

Ainda que Jon Bon Jovi já não esteja com a mesma qualidade vocal de quando dominou os anos 80 e 90, a banda continua sendo uma das mais importantes do rock 'n' roll com uma bagagem repleta de fenômenos, histórias e um público cada vez mais fiel.

 

Fim do primeiro final de semana de Rock in Rio.

 

Heineken e On Backstage no Rock in Rio

 

A covite da Heineken, o On Backstage está vivendo todas as experiências do maior Rock in Rio de todos os tempos. 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

sobre nós    |    mapa do site    |    entre em contato

© 2019 on backstage | alguns direitos reservados.