Na Cena: O passeio de Millah pela diversidade sonora

Na Cena: O passeio de Millah pela diversidade sonora

05.06.2017

Não há sensação melhor de quando nós, amantes de uma boa música, encontramos um novo artista para prestigiar o trabalho. De fato, o nosso país tem uma diversidade incrível, em todos os aspectos e, toda essa diversidade reflete também no cenário musical.

 

E a paulistana Millah, explora bem toda essa pluralidade sonora. Junto com o DeepLick, no qual têm desenvolvido diversos trabalhos conjuntos, eles vêm buscando toda uma diferenciação em timbragens, com a intensão de trazer novas vibrações e surpreender todo o cenário musical - não só brasileiro, mas também o internacional. 

 

O DeepLick é um grande influenciador da cena pop e eletrônica da atualidade e, responsável por produzir artistas como Tiago Iorc, Carlinhos Brown, Cláudia Leite, Wanessa e Gabriel Pensador. O resultado? Bem, vocês já sabem que esses artistas arrebentam por aqui. E é claro que, com Millah não seria diferente. Ela está se preparando para o lançamento de seu primeiro álbum, intitulado "Eu sou / I'am". O disco trás 10 de faixas autorais, navegando e explorando cinco faixas em português, e outras cinco em inglês. Ressalto novamente: a pluralidade em um artista é algo encantador, podemos sentir milhares de sensações em uma só voz.

 

Em "Inside Your Mind", Millah mostra todo o seu talento com uma voz doce, suave e encantadora. A faixa apresenta um entrelaço entre o pop dançante e a eletrônica. A letra instiga, "Me diga o que você quer fazer, nãos seja tímido, eu quero você hoje à noite", "Eu quero entrar na sua mente". A vibe que a canção transmite é bem gostosa de se ouvir e combina demais com uma noite na balada, rodeada de amigos ou até mesmo trocando alguns beijos no meio da pista. De longe, a minha favorita desse b-side internacional. "Inside Your Mind" ganhou versões remix de Mario Fischetti & Tada Martin e Majestic. Sabe aquele ditado, "se melhorar, piora"? Não teve essa. O que era bom, ficou ainda melhor com esses remix.

 

"All Night Long" segue a estrada do pop e bem firme na eletrônica. É aquela que você fecha os olhos e, se entrega por inteiro na energia que a música passa. Têm toda um clima de festival, bem envolvente, aquele que o público vibra sem parar. A canção fez parte do seu primeiro extended play (EP), lá em 2015.

O trabalho de Millah com DeepLick só nos trouxe boas surpresas. Nenhuma canção deixa a desejar. "Awakening" é aquela para você se acabar - no bom sentindo, é claro.

"You Are Still In My Mind"  apresenta uma  sonoridade bem diferenciada das outras citadas. Em alguns momentos, a canção parece flertar com alguns ritmos brasileiros. "You Are Still In My Mind"  foi produzida por Rey Vercosa, com participação especial de Samuel J e Laércio da Costa. De quebra, a música entrou na trilha sonora do filme norte-americano "A Long Way Off" (2014), de Michael Davis (Uptone Pictures). Se não for para dar closers certíssimos como esse, Millah nem produz, risos.

 

A música "Imagination" trás parceria com o cantor norte-americano Mikey Wax, que se destacou no cenário americano com o seu hit "You lift me up". A opção de fazer um álbum em dois idiomas é reflexo dos muitos anos em que Millah trabalhou e estudou no exterior. O resultado de todos esses contatos com novos estilos e cenas, faz com que possamos ter um álbum com composições dançantes e lentas, que falam de amor, despertar da consciência, dor e cura. Pop, pop rock, pop reggae, eletrônica e até funk. Esse misto torna cada canção especial. Ah, e é claro, trazendo sempre a brasilidade. 

 

E por falar nessa nacionalidade, "Ame e Viva" trás todo um pensamento sobre a vida. E é bacana composições que possam nos trazer uma reflexão sobre o tempo e a vida, de como ambas são curtas e, devemos aproveitá-las sempre, deixando de lado aquelas pessoas inconvenientes e que não fazem diferença em nossas vidas. "Afinal a vida é curta e eu finalmente aprendi a me amar, a te amar. "Ame, viva, ouça a voz do coração... Não ande mais na escuridão".

 

De quebra, Millah nos concedeu uma entrevista super bacana. Confira agora!

 

Cada composição transmite uma emoção diferente. Quais sensações, emoções ou mensagens você quer passar com as suas? 

 

R: A resposta da mensagem a ser passada é muito individual, cada um recebe a sua maneira a mensagem. 

Mas o objetivo final é sempre fazer com que sintam a mesma conexão que tive com a música, trazer alegria, reflexão, a música tem esse poder não é mesmo? De conectar, de refletir e emocionar. 

 

Qual o significado que o álbum "Eu sou/ I am" têm em sua vida? 

 

R: EU SOU, veio de uma incrível consciência e vivência que tive comigo mesma, um despertar.  A capa do álbum reflete um pouco essa consciência, mas cada um vê a sua forma de consciência. Não existe censura em tudo que se é de fato. O disco tem essa vibe eclética, inglês, português, pop reggae, tecno e reggae tom e tudo no mesmo álbum. Sim, eu sou essa diversidade, por que de fato é a verdade.

 

O que mais te inspira na hora de compor? 

 

R: O que mais me inspira, a VIDA em si, os momentos verdadeiros que tocam a alma, e sim, amores, alguns rs. E momentos marcantes, filosofias diversas dentro de mim com certeza.

 

Vi que entre os seus artistas favoritos estão Adele, Beyoncé, Ivete Sangalo, John Mayer... O que você tira de cada um deles, apesar de não ser influenciada por um ídolo? 

 

R: Ah muita coisa! 

Adele, tento aprender com a interpretação incrível que ela tem, Beyoncé não tem igual no palco como essa mulher, Ivete é IVETE ! Ela alegra onde ela estiver, é o SOL no palco. John Meyer, letras incríveis e um músico invejável, gostaria muito de tocar violão como ele. Uma "banda" perfeita que considero muito, e aprendo muito também, é Dave Mattheus Band. AMO. Norah Jones , Amy WineHouse, nasceram com a sensibilidade da música, da vibração, sentimos isso nas vozes dessas mulheres. Eu observo os detalhes.

 

Como foi o processo de criação do álbum? 

 

R: Algumas já existiam a mais de 3 anos, deixei guardadinha esperando o momento certo, outras nasceram de parcerias, momentos com amigos queridos da música. O processo foi muito gostoso, meu primeiro disco, acho que nunca esquecemos.  E eu tive a sorte de ter um produtor muito sensivel e muito genial que entendia minhas ideias, e que tinha ideias melhores que as minhas. O casamento desta união está refletido neste álbum com total certeza.

 

Como foi desenvolver um disco com o DeepLick? 

 

Foi incrível, O Deep é como um irmão pra mim, nos entendemos muito bem, quando existe respeito e admiração em primeiro lugar, tudo flui. Foram aprox. 6 meses, e ele conseguiu captar a essência das coisas, daquilo que estava ‘cru’ em mim, porém, cheio de emoções e imagens e figuras não técnicas a serem expressadas. Ele conseguiu captar a energia delas de uma forma muito linda, exportando a musicalidade que estava dentro de mim”

 

Suas canções internacionais têm toda uma pegada de festival, principalmente "All Night Long". Se pudesse escolher tocar em um festival, qual seria e por quê?

 

A música ALL NIGHT LONG, foi uma parceria com os DJs LENX & DENX, foi muito legal, mas o estilo é EDM, não é muito o que estamos seguindo neste momento. As parcerias com DJs podem continuar... No álbum tem 1 unica música eletrônica, as outras são bem POP, nada impede de surgirem versões REMIXES. Mas se tivesse que escolher um festival, poxa... no Brasil, Rock in Rio, Lollapalooza etc

 

Como surgiu toda essa paixão pela música? 

 

Desde de pequena, sempre quis cantar, fazia show para as visitas em casa, ficava cantando na frente do espelho MUITO rs (risos)...  Sempre foi meu sonho.

 

Se pudesse escolher um artista internacional e outro nacional para fazer uma parceria, quem seria e por quê? 

 

Nacional: Sandy, Tiago Iorc, Milton Nascimento, Amo a voz deles, e as composições são verdadeiras, vc sente na alma, os admiro muito.

Internacional:  Justin Timberlake, Beyonce, Adele, Alicia Keys pelos mesmos motivos acima.

 

O que é a música em sua vida? 

 

A música é a vibração da Alma. Na minha vida, ela é equilíbrio, ela me sintoniza, ela me eleva, me cura. É o meu canal de conexão.

 

Vida longa a Millah! Ouça seu disco no Spotify:

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

LIVE THIS

EXPERIENCE

Visando intensificar a sua experiência, estamos preparando um novo On Backstage. Enquanto a gente não volta, fique de olho em nossas redes sociais.

sobre nós    |    mapa do site    |    entre em contato

© 2020 on backstage alguns direitos reservados.