Review: BRAZA mostra o seu lado mais completo em “Tijolo por Tijolo“
Mídia em segundo plano para fins jornalistico e editorial, sem qualquer outra finalidade.

Rock in Rio, aí vamos nós

Queen. Beyoncé. Coldplay. Guns N' Roses. Iron Maiden.
Agora, é a nossa vez de fazer história no maior festival de música e entretenimento do mundo.
 
Em setembro, viva experiência do maior e melhor
Rock in Rio de todos os tempos no On Backstage.

SCORPIONS

34 anos desde a última passagem, os veteranos do Scorpions chegam com força total. Rock You Like a Hurricane!

BON JOVI

O multi-platinado e membro do Rock & Roll Hall of Fame, Bon Jovi, chega ao país com a turnê This House Is Not For Sale.

SLAYER

Uma das principais bandas do thrash metal, Slayer, celebra 38 anos de carreira com turnê mundial de despedida.

IRON MAIDEN

Prepare-se para ver o Iron Maiden na maior produção de sua história em dois dos maiores estádios do país.
qua, 18 de set de 2019
qua, 25 de set de 2019
qua, 02 de out de 2019
dom, 06 de out de 2019
A cobertura especial do maior Rock in Rio de todos os tempos começa em 27 de set, às 14h BRT, nas redes sociais do On Backstage.

Review: BRAZA se mostra mais completo em "Tijolo por Tijolo"

26.05.2017

No dia 29.05 a banda BRAZA lançou o videoclipe do que, até então era apenas mais um single, "Ande". O clipe movimentou a internet e chamou à atenção de todos. Pela sonoridade, letra, na qualidade da produção do clipe, a capacidade do trio de se reinventar. Ficamos todos arrebatados pela qualidade musical "brazuca" que está sendo muito bem representada. Sabíamos que, logo menos, o 2o disco da banda estava por vir, só não sabíamos que tão logo. O trio está em pleno vapor, dedicando-se à arte da música. Tanto que esse é o segundo trabalho da banda, em apenas aproximadamente um ano após o lançamento do primeiro álbum homônimo.

 

Responsáveis por alavancar um público fiel e atrair à atenção daqueles que ainda não conhecem o trabalho, BRAZA nos surpreendeu da melhor forma na madrugada desta quinta-feira para sexta-feira. Chegou a luz de todos os ouvintes "Tijolo Por Tijolo", no qual já está disponível em todas as plataformas de streamming.

 

Imersos na cultura urbana, desaguam em nós reflexões sobre a complexidade do ser e a amplitude de comportamentos que cada ser humano tem de acordo com as contingências que atravessam sua existência. Imperativo fortíssimo representado no clipe.  

"Ande" conta com efeitos sampleados e logo dá lugar a guitarra fazendo a tradicional batida de reggae, vertente muito explorada em "Tijolo por Tijolo". A faixa avança com a letra positivista e encorajadora. Sem deixar de lado o rap, refletimos sobre questões que batem em nossa porta e afeta a todos de várias formas, mas o que impera na letra, bem como em todas as composições do BRAZA que segue com: "Ande / Não pare de mexer para que a massa não desande/ Confiante que Jah Jah nos guie e nos comande/ Coragem no incerto do universo que se expande / Ande!

 

"Selecta" explode de pluralidade rítmica. Nas primeiras palavras da letra já convidam: "Geral tá convocado hoje tem sessão/ Selecta ligado, faz a transição/ Cê é loko! Que bailado,desacreditei/ Só o nectar lançado, chama no delay"; expõe a vontade de que todos desfrutem de um bom bailado, uma ocasião pra sorrir, que traga leveza. Sendo articulada com uma riqueza harmônica composta por metais, percussão e outros instrumentos que juntos recriam o ragga com a salsa, reggae e levemente um flerte com o samba. Fazendo referências a várias culturas. É uma divindade a música. Durante a letra a celebração da vida é transparente ao dizer: "Quero é Vida!/ Vida vivendo em nós/ Na batida", em melodia e voz. A dedicação a música ainda faz muito barulho na terceira faixa do álbum. "Moldado em Barro" soa a salsa atrelada ao solo agudo e uma guitarra. E respira o reggae também. A letra é carregada de nossa história "Tupi tava aqui antes da caravela" a referencia com reverência a quem somos e nosso passado. 

 

"Ela me chamou para dançar um ragga" é levada pela bateria elétrica e samplers, declara o novo amor e a contemplação desse novo que atrai alegrias e momentos de júbilo. No que é um dos prazeres mais sagrados da vida, descobrir e construir algo bom e novo ao lado de alguém. Já a faixa título "Tijolo por Tijolo" dialoga com as questões da vida. Uma poesia fruto de pura introspecção vivida pelos interlocutores. Tantos questionamentos acerca de quem somos, o que retirar das suas experiência. É uma convite de voltar a si. Esse compromisso com a constante evolução, o errar e o acertar, seguem em "Chão Chão Terra Terra" ao questionar o injusto que empurram goela abaixo, avistar o trabalhador cansado, um outro sem salário, o preconceito e intolerância. É um não conformismo ao que pode ferir. A música instrumental do CD, "Dubrasilis", dança o reggae sampleado no gingado da bateria, também abre espaço para que a guitarra distorcida traga outra intensidade para a música. Desfrutamos de um solo de saxofone tocado por Lelei Gracindo, que enriquece o conjunto.

Nota: A autora não faz mais parte do site desde abril de 2018. Os seus conteúdos estão disponíveis por autorização da mesma.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

sobre nós    |    mapa do site    |    entre em contato

© 2019 on backstage | alguns direitos reservados.