niall-horan-2020-ingressos-leaderboard.p
anúncio:

BRAZA enche Circo Voador, "embrasa" o público e realiza uma festa inesquecível

No último sábado à noite (13/05), o bairro mais boêmio do Rio estava mais vibrante do que nunca. As duas casas de shows mais consagradas do Rio receberam o que há de melhor do reggae brasileiro. De um lado, na Fundição Progresso faziam a festa Armandinho e Onze20, do outro lado, no Circo Voador, regiam o baile DigitalDubs e o espetacular BRAZA. Foi uma tarefa mais que difícil pra On Backstage escolher uma das festas para estar presente. Mas fomos lá, ao Circo Voador!

 

Por volta das 22h:30, o baile começou com um dos melhores representantes da cultura soundsystem, DigitalDubs. Dois vocalistas, Jota 3 e Jeru Banton, uma mesa de som e um DJ. Essa foi a composição de palco do DD. Com letras transmitindo responsabilidade político-social, os rapazes embalaram o público na pista, que já estava aquecendo o corpo e a mente para essa noite repleta de música boa e, com conteúdo deveras importância.

 

A galera que estava sentada e bem acomodada na casa, aos poucos começaram a tomar a pista em frente ao palco, dançando e ensaiando os passos que, logo mais, seriam indispensáveis. Sem muitas delongas, o trio que compõe a banda Braza já adentrava no palco. Acompanhados de Pedro Lobo no baixo, Pedro Schroeter na percussão e Lelei Gracindo no saxofone e flauta. BRAZA que tem apenas 1 ano de vida, estava mais fervente que nunca. A alegria e sintonia da banda é algo extremamente lindo de se ver e, que faz toda a diferença na relação banda-público em uma apresentação. Ou melhor, no baile.

 

Com a sexta faixa do álbum, "Além", a rapaziada colocou o Circo Voador nos ares. Um verdadeiro coral em uníssono. Todos participavam. O que se viu foi um público que seguiu à risca as normas da casa: fazer a festa!
A música "Embrasa", muito querida pelos fãs, veio logo em seguida fazendo a pista embrasar e arder com tanta dança, sorrisos e almas transbordando em agradecimento pela noite mágica que foi proporcionada.

 

O show foi repleto de sucessos. Contando com todas as musicas do primeiro e único álbum (até o momento), os rapazes também interpretaram canções de Chico Science, Sublime, Bob Marley e Gabriel O Pensador. E o momento em que foi cantada "Lavagem Cerebral" de Gabriel, foi imprescindível para nos lembrar de um marco, a Lei Áurea que entrou em vigor também no dia 13 de Maio. E nós ainda precisamos falar sobre o racismo, que continua diminuindo o lugar dos negros na sociedade, por preconceito contribuindo para a desigualdade.


Ao que tudo indica esses músicos extraordinários fazem bom uso da arte, levando alegria as pessoas ao passo que também promove reflexões necessárias que refletem em posicionamentos positivos na sociedade.

Ao som de "Hoan vs Hozin" e "We Are Terceiro Mundo" a pista borbulhava dançando e formando as tradicionais rodinhas punks. No palco, Pedro, Danilo e Vitor dançavam, se movimentavam no palco e refletiam a alegria da galera. Nicolas, Pedro e Lelei também compunham a festa. Sim, a presença de palco do grupo é contagiante. 

 

Fechando a noite com chave de ouro, na apresentação de "Segue O Baile", Braza abriu espaço para as dançarinas Gabriela Cabo Verde e Isabelle Czar que fizeram parte do clipe e abrilhantaram a festa com passos hipnotizantes de dança. 

O que nos resta agora, é aguardar os próximos passos dos caras para o próximo álbum. 

Nota: A autora não faz mais parte do site desde abril de 2018. Os seus conteúdos estão disponíveis por autorização da mesma.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Please reload

seções
institucional
  • Instagram On Backstage @onbkstg