top of page
On Backstage 2024

A SUA  EXPERIÊNCIA NOS MAIORES SHOWS E FESTIVAIS DE MÚSICA DO PAÍS COMEÇA AQUI

  • phalvesk

ULTRA BRASIL: Com retorno forte, festival abrilhanta o Vale do Anhangabaú

O Ultra Brasil 2023 aconteceu em São Paulo, pela primeira vez, nos dias 21 e 22 de abril.


Uma semana se passou e o Ultra continua na boca de todos que foram prestigiar o retorno desse mega festival ao Brasil. Nós do On Backstage estivemos por lá e trazemos aqui as conclusões definitivas, após todo o buzz.


Fim de tarde abrilhantou ainda mais o festival — Foto: Ultra Brasil


O primeiro e mais importante elogio vai para o local, que até então, era um tópico controverso e de muitas críticas. O Vale do Anhangabaú é um espaço conhecido pela violência e falta de segurança, o que causou certo receio em boa parte do público que iria pro evento. Porém, desde o inicio, a equipe do Ultra demonstrou total confiança e suporte para essa questão. Mas as dúvidas continuavam. Ao fim, o festival acertou? E nossa resposta só pode ser uma: sim, e muito. Além da pegada festival em meio ao caos, a cidade, a tudo acontecendo em volta, que já é típico do Ultra Festival, a segurança foi um ponto chave. Muito policiamento, sinalização e organização. A saída principal facilitou o retorno para os que dependiam de metrô e terminou sendo a melhor opção. A parceria com a prefeitura terminou sendo um acerto.


Segundo ponto positivo mas que já não é novidade: lineup. Passeamos de Axwell, até Hi-Lo. De Vini Vici até Vegas. De DJ Snake até FTampa. E sabe o que todos tiveram em comum? Um mega set. O que nos pareceu é que a empolgação de tocar no Ultra estava no máximo ponto e o público entendeu e retribuiu. Se alguém duvidada da potencia dos nomes apresentados, a resposta foi clara. O Ultra retornou forte e triplicou a ansiedade para novas edições.

Se pudermos destacar três nomes, seriam eles Timmy, Marshmello e Oliver. Deram aula de como incendiar um público.


Marshmello encerrando o Main Stage — Foto: Ultra Brasil


Alimentação, banheiros, posto de água... Tudo funcionou bem. Quatro palcos abrilhantando o centro da cidade e uma estrutura de primeira mão, foi difícil não sair do Ultra Brasil querendo um terceiro dia.


E qual a conclusão de tudo isso? Que basta um festival se empenhar, que o resultado vem da melhor forma. Mesmo tendo sido alvo de críticas, o Ultra não se deixou abalar por nenhuma delas e terminou provando à todos que sabia o que estava fazendo. Ultra Brasil, você fez bonito.

Comments


bottom of page